TEATRO CRISTÃO | 10 Dicas de como ATUAR MELHOR

E aí, Artistas, tudo bem com vocês? Meu nome é Thiago Matso. Sejam bem-vindos ao Teatro Cristão Criativo. Hoje eu quero conversar com vocês e passar algumas dicas de como atuar melhor. Vamos lá?!

1. RELAXE A MENTE E O CORPO

Até mesmo atores experientes, de Teatro Cristão ou não, costumam não saber relaxar os músculos do rosto e do corpo em momentos de tensão. O nervosismo é comum em todo ser humano. Completamente normal!

Por isso, tente ficar ao máximo à vontade. Relaxe o corpo e a mente. O nervosismo fará sua voz soar trêmula e fraca, e seus movimentos se tornarão confusos e nada atraentes.

Para evitar tal situação, é essencial permanecer o mais relaxado possível. Mesmo uma cena altamente dramática exige calma e concentração controladas pelo ator. Então, atue dramatizando, mas continue calmo e não se exceda.

Respire fundo. Há quem diga que contrair todos os músculos do corpo por alguns segundos e relaxá-los logo em seguida ajuda bastante. Outra técnica é aspirar por 4 segundos e expirar pelo mesmo tempo. Esse exercício de respiração vai ajudar a acalmá-lo.

2. TENHA FOCO DURANTE A PEÇA

Mantenha-se concentrado no momento e jamais olhe para o nada. Não perca a sua atenção durante a peça e tenha foco no que está fazendo. A plateia certamente notará que você está viajando, e isso distrai muito.

Manter-se no momento permite que você permaneça no personagem, aumentando a sua credibilidade e a da peça em si. Então, não tente ficar brincando com suas roupas ou usar quaisquer outros maneirismos nervosos. Apenas foque em algum ponto do teatro caso esteja tenso.

Até parece básico e desnecessário fazer esse lembrete, mas graças a inúmeros atores sem o menor talento aparecendo em papéis de destaque na TV e no cinema, esse mandamento já não é tão óbvio.

O seu principal objetivo como artista no Teatro Cristão é levar a mensagem de Cristo para as pessoas; E o público precisa ver e entender o que se passar naquela história.

Use suas próprias emoções para sintonizá-las com as do personagem – a partir de agora, vocês dois são um só. Algumas dicas que posso deixar para você atuar mais naturalmente e entrar no personagem são:

  • Conecte-se com o personagem. Encontre um sentimento dentro de si mesmo que combina com o que o seu personagem sentiria em determinada situação. A cena inclui morte? Lembre alguma situação que mexeu com você e o deixou triste. Pode parecer bobagem essa comparação, mas não é. A plateia sentirá e verá o resultado final: dor, sofrimento, lágrimas sem fim. Ela vai realmente acreditar naquela dor.
  • Aprenda a controlar e manipular o tom da sua voz. Se a cena pede um personagem amargurado, sua voz deve soar mais áspera e menos controlada do que de costume. Caso seja uma cena de nervosismo ou euforia, sua voz deve ficar mais alta. E assim por diante.
  • Explore os gestos e as expressões corporais e faciais. Transmita emoções com excelência! Em cenas de raiva e fúria, balance as mãos e bata com os pés no chão. Se está triste, curve-se e abaixe um pouco a cabeça. Ou seja, faça com que seu corpo reaja de forma lógica de acordo com o sentimento trabalhado.

3. ENTRE COMPLETAMENTE NO SEU PERSONAGEM

Esqueça estar fingindo e tente se tornar o personagem. Visualize como ele reage à vida, como se veste, caminha, pensa e conversa com os outros. Não tenha medo de agir como outro.

Baseie-se nessas visualizações enquanto atua e permaneça em tal estado mental. Será um esforço fingir estar triste; ficar triste é melhor para a atuação. Não tente agir como o personagem – prefira ser o personagem.

Estude e conheça as suas falas. Para estar seguro ao atuar, é preciso concentrar-se no personagem e saber as falas de cor e salteado. Quando se está nervoso, é fácil esquecer ou confundir as falas. Para evitar fazer feio no palco ou em frente das câmeras, estude suas falas a ponto de poder recitá-las mesmo dormindo.

  • Leia suas falas todas as noites. Assim que conseguir decorá-las, experimente recitá-las para si mesmo sem nem mesmo olhar para o script.
  • Peça a ajuda de amigos ou familiares para praticar as falas. É uma forma de decorar tanto as palavras como o contexto e o momento certo de dizê-las.
    • E a vantagem é que, caso o seu parceiro de cena esqueça as falas, você vai conseguir disfarçar o erro!
  • Pratique as falas do jeito que pretende fazer no palco ou na frente das câmeras. Experimente diferentes maneiras de dizer a mesma coisa para observar o efeito que a fala causaria no público e qual seria a mais autêntica e verossímil.

4. DICÇÃO E EXPRESSÕES CORPORAIS E FACIAIS

Ao atuar no Teatro Cristão, você precisará enunciar suas palavras (falar claramente). Todas as emoções em seu rosto precisam ser formadas de maneira mais intensa, mas lembre-se de permanecer relaxado.

Olhos, sorrisos, expressões faciais, gestos, etc., precisam ser mais expansivos e dramáticos do que os feitos na vida real. Ainda assim, tome cuidado ao atuar em frente a uma câmera.

Nessa situação, é necessário mais sutileza, como na vida real, pois a câmera pega facilmente alguns detalhes de movimentos e expressões que dificilmente ficam boas em filmes.

Pronuncie bem as palavras. Fale de forma clara, principalmente o final das palavras, o qual tende a ser “comido” ou a se perder acusticamente. Por causa do nervosismo, ou falta de aquecimento vocal, muitos atore acabam cometendo esse grave erro. Por isso:

Powered by Rock Convert
  • Concentre-se um pouco mais na hora de pronunciar todas as consoantes presentes nas falas. Assim, você acaba desacelerando o discurso e, ao mesmo tempo, fica mais fácil para o público entender suas palavras.
  • Só tome cuidado para não exagerar ao enunciar as palavras a fim de evitar parecer artificial (como se estivesse fazendo um vídeo didático para crianças, por exemplo).
  • Outro risco ao pegar pesado na enunciação é ficar com a atuação carregada demais, quase canastrona. Se não souber se está exagerando ou não, pergunte ao diretor e aos seus colegas.

5. TRANSFORME OS DETALHES EM ELEMENTOS IMPORTANTES

Ao atuar para uma audiência ao vivo ou em filme, será necessário fazer de tudo para que acreditem em seu personagem. Se o roteiro diz que alguém está falando demais, então demonstre um olhar irritado, talvez acompanhado com batidas impacientes de seu pé.

Se é para estar perto das lágrimas, pisque forte, olhe para baixo e brinque com as roupas, tentando não piscar pouco antes de chorar. Pequenas atitudes são altamente notáveis, incluindo certos detalhes faciais muito expressivos.

Trabalhe com todos os sentidos, use a música, passe maquiagem, apague as luzes; faça tudo o que puder para deixar o ambiente feliz ou triste, encaixando com o personagem caracterizado.

Isso inclui mudar sua voz, o que pode ser facilmente feito ao passar algum tempo com pessoas que tenham o sotaque desejado. Outras medidas incluem aprender línguas diferentes ou conseguir um treinador de voz. Há também CDs e livros que ensinam o sotaque. 

6. TRABALHE NA PROJEÇÃO DA SUA VOZ

Posicione o gravador longe de você, pelo menos uns 6 metros. Comece a gravar e se afaste. Fale uma frase simples de ensaio. Continue com diferentes frases. Escute como você soa com a gravação.

Aumente a dificuldade ao se afastar cada vez mais, estendendo sua projeção vocal. Lembre-se que as primeiras filas já são suas, você tem que conquistar as últimas. Imagine que existe uma senhorinha idosa que é surda de um dos ouvidos. Então, ela também precisará ouvir a sua fala.

Você precisa aprender a projetar sua voz. Aperfeiçoe a sua extensão vocal. É preciso falar um pouco mais alto do que você faria normalmente para que a plateia possa ouvi-lo em alto e bom som, ou a câmera possa captar tudo. Não há nada mais irritante do que ver alguém falando e só pegar uma em cada três palavras.

  • Só não precisa exagerar e falar como um político gritando no palanque – o objetivo é entoar bem a voz e pronunciar claramente as palavras. Evite o vexame de ficar murmurando ou falando como se a plateia estivesse bem ao seu lado.
  • Caso esteja em uma peça teatral, lembre-se de que as pessoas sentadas nas últimas fileiras possam ouvi-lo. É preciso ficar com a postura correta, projetar a sua voz e ficar com o corpo discretamente virado para a audiência.
  • Evite falar rápido demais. Nada pior do que um ator que embola as falas.

7. RESPIRE E CONCENTRE-SE NA SUA VOZ

Faça numerosos aquecimentos para garantir a plena saúde das cordas vocais. Concentre-se em enunciar palavras de forma que sua voz permaneça clara. Pronuncie sentenças complexas como “Três pratos de trigo para três tigres tristes”.

Tente falar isso com ou sem emoções. Então, escute sua gravação. A clareza é muito importante, portanto, pratique dizendo cada sílaba de “E-Nuh-Nnn-Css-Iii-Ay-Ting”. Lembre-se, porém, que enquanto estiver atuando você jamais pode fazer isso. Isto é só um exercício que deve ser feito em frente ao espelho com propósitos práticos.

8. PRATIQUE AS SUAS FALAS

Faça muitas cópias. Escreva suas falas e as imprima de forma a encontrar cópias em qualquer lugar. Guarde uma em sua mochila, na gaveta, perto da cama, no banheiro, na mesa da cozinha, nas paredes, em frente a sua janela favorita…

Leia suas falas sempre quando possível – antes de ir para a cama, ao acordar, ao esperar pelo ônibus, ao cozinhar. Recite as falas várias e várias vezes, lembrando de incluir entonação e expressões, tornando o personagem sua segunda personalidade ao entrar no palco.

Ao se deparar com uma fala muito longa, diga a primeira frase até se acostumar com a entonação. Então, adicione a próxima frase à primeira. Pratique a interpretação das duas primeiras frases até estar preparado para a próxima (ou comece com a última frase, e então as duas últimas.

Dessa maneira, você se familiarizará com o final facilmente). Quando sentir que decorou tudo, comece a explorar o significado de tal passagem e melhore a interpretação.

9. CONHEÇA OS OUTROS ATORES

Tente conhecer diversos grupos de pessoas. Não é possível atuar como alguém totalmente desconhecido para você. Fale com pessoas com quem você normalmente não tenha contato; elas podem ensinar-lhe muito sobre a diversidade e mostrar-lhe diferentes perspectivas de nosso incrível mundo. 

10. APRENDA COM OS ATORES QUE VOCÊ CONHECE OU É FÃ

Aprender com os outros não é trapaça ou falta de personalidade. Assista a outros atores e veja o que eles fazem com as partes que lhes concedem; ao fazer isso, você aprenderá muito.

Ver as coisas que eles fazem podem ajudá-lo a desenvolver seu próprio estilo de atuação, também lhe dando ideias para superar certos aspectos difíceis. Pergunte e peça por ajuda. A maioria dos atores estará disposta a lhe aconselhar.

— CONTATO —
teatrocristaocriativo@gmail.com

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
Facebook Comments